Recent

Defesa de Geddel e Lúcio Vieira Lima questiona decisão do Supremo em caso dos R$ 51 milhões


A defesa do ex-ministro Geddel Vieira Lima e do ex-deputado Lúcio Vieira Lima entrou, nesta segunda-feira (17), com embargos de declaração perante o Supremo Tribunal Federal (STF), questionando acórdão proferido no caso dos R$ 51 milhões encontrados em um apartamento de Salvador.

Em outubro de 2019, a segunda turma do STF decidiu condenar os irmãos Viera Lima pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa. Na ocasião, Geddel foi condenado a 14 anos e 10 meses de prisão em regime fechado. Lúcio, por sua vez, foi condenado a 10 anos e seis meses.

No documento, os advogados pedem que sejam reconhecidos os aspectos contraditórios e omissos da sentença que condenou os irmãos, bem como que os baianos sejam absolvidos dos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Como forma de garantia, o advogado Gamil Föppel pediu que, caso os ministros não entendam pela absolvição, ao reformar o acórdão, seja imputada uma pena menor a Geddel e Lúcio.

Nenhum comentário