Recent

Em Pão de Açúcar(AL), alunos protestam por transporte escolar, impedem acesso de funcionários à prefeitura e recebem apoio do apresentador Luciano Huck

Na manhã desta terça-feira, 10,  alunos da rede estadual de ensino de Pão de Açúcar, sertão de Alagoas,  sem transporte escolar desde outubro de 2019, ocuparam a frente da Prefeitura do município em protesto contra a situação que continua sem desfecho. Na segunda-feira, 09,  os estudantes ocuparam um trecho da rodovia estadual AL 130 numa ação contra o Governo de Alagoas, responsável direto pela falta do transporte, quando deixou de pagar aos motoristas desde julho do ano passado.

Na ocasião da manifestação desta terça-feira, o apresentador Global, Luciano Huck, que visitava o municipio promovendo uma gravação no povoado Ilha do Ferro, parou seu veículo no local, fez uma breve entrevista com os alunos e se comprometeu em ajudar os mesmos, deixando clara a sua indignação com o fato. Funcionários municipais não puderam entrar no prédio da Prefeitura. A polícia esteve no local, mas os alunos permaneceram firmes, já que ocupavam uma via pública.

O Governo de Alagoas e a Prefeitura de Pão de Açúcar anunciaram que firmariam um convênio, em que o Estado repassaria ao município os valores referentes ao pagamento de três meses, aos motoristas que se propusessem a transportar os alunos, a partir do ano letivo de 2020. Segundo o prefeito Clayton Farias, o municipio entraria com uma contrapartida financeira, no entanto, segundo o gestor, o Governo de Alagoas ainda não depositou nenhum centavo nos cofres municipais, sendo impossível, nessa situação, o retorno do transporte. Enquanto a situação não é resolvida, cerca de quinhentos alunos da zona rural de Pão de Açúcar estão fora da sala de aula desde outubro de 2019, sem perspectiva alguma de retorno. Diante da situação calamitosa alguns alunos estão se matriculando em escolas de outros municípios, a exemplo de Palestina.

Na próxima semana os estudantes prometem se deslocar até Maceió e promover um manifesto em frente ao Palácio do Governo.

Nenhum comentário