Recent

Lukas Paiva, ex-presidente da Câmara de Ilhéus(BA) Acusado de fraude a licitações e contratos, se entrega à Justiça


Com mandado de prisão em aberto, o vereador de Ilhéus, Lukas Pinheiro Paiva (PSB), se entregou na tarde desta segunda-feira (2). Paiva é ex-presidente da Câmara de Ilhéus e acusado de chefiar uma das maiores organizações criminosas que já atuou na Casa Legislativa. Em sua gestão, entre 2017 e 2018, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) identificou crimes de fraude a licitações e contratos, falsidade ideológica, peculato, corrupções ativa e passiva, concussão e lavagem de dinheiro. 
No dia 4 de fevereiro a Justiça indeferiu o habeas corpus que pleiteava a revogação da prisão preventiva do vereador. Procurados pela reportagem, os advogados Sérgio e Thales Habib confirmaram a informação: "apresentamos ele hoje à tarde na Secretaria de Segurança Publica, aqui em Salvador, pois foi decretada uma outra prisão preventiva contra ele. Mas já impetramos uma ordem de habeas corpus que está tramitando no Tribunal de Justica da Bahia, e o relator é o desembargador Pedro Guerra. Essa nova preventiva foi decretada pela drª juiza de Ilhéus, a pedido do MP. O órgão alegou que alegou que Lukas descumpriu medidas alternativas anteriormente decretadas, pois ele estava em liberdade, mas com obrigação de recolher-se todas as noites às 20h, e o Promotor alegou que ele descumpriu. Ele não tem o menor interesse em ser considerado foragido, por isso a defesa resolveu apresentá-lo".

Nenhum comentário