Recent

Piranhas-AL: Câmara de Vereadores recebe pedido de cassação contra prefeita Maristela Sena


Foi na Tribuna da Câmara Municipal de Piranhas que o comerciante Rafael Afonso Paulino Freire apresentou o pedido de cassação do mandato da prefeita Maristela Sena Dias (Progressistas). A gestora é acusada de ter praticado uma série de atos de improbidade administrativa. Crimes de peculato, apropriação indébita e dispensa ilegal de licitação foram citados pelo denunciante.
Há suspeita de fraudes em contratos e processos licitatórios, segundo Rafael Afonso. Ele chegou a implorar para que os parlamentares investiguem a denuncia e iniciem um processo de cassação contra a prefeita. “Os vereadores não tem cumprido com o seu principal papel, que é fiscalizar. A cidade está devastada. Se a pessoa não tem condição de exercer um cargo, não entre pra concorrer a ele”, disparou. 
Destacando a gravidade da situação, o denunciante pediu que o caso fosse acompanhado pelo Ministério Público Estadual (MPE) e sugeriu à Câmara Municipal a abertura de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) diante da necessidade apuração e investigação dos fatos apresentados. “Diversas irregularidades podem ser comprovadas, confirmando os ilícitos penais e atos de improbidade administrativa”, garantiu, citando ainda os crimes de peculato, apropriação indébita e dispensa ilegal de licitação. 
Por fim, o Rafael Afonso não poupou críticas e pediu o afastamento da gestora. “Inequívoca falta de aptidão moral no exercício da representação política deste município. A população não aguenta mais, senhores vereadores. A prefeita não nos representa. Vereadores, cumpram a sua obrigação. Vocês foram eleitos pelo povo para nos representar”, concluiu. 
A Mesa Diretora da Câmara Municipal ainda não se pronunciou se dará ou não abertura ao processo para a instalação de uma CEI. A reportagem entrou em contato como a assessoria de comunicação da Prefeitura de Piranhas, mas até o fechamento da matéria não houve retorno.
7 Segundos

Nenhum comentário