Recent

Justiça desbloqueia quase R$ 50 milhões da Vale para bancar estudos sobre impactos em vítimas


A Justiça de Minas Gerais desbloqueou R$ 48 milhões da mineradora Vale para custear as assessorias técnicas que vão determinar os prejuízos provocados pela tragédia de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

No dia 25 de janeiro de 2019, a barragem do Córrego do Feijão se rompeu, matando 259 pessoas e deixando 11 desaparecidos. A lama destruiu também o modos de vida de centenas de pessoas que perderam casas e plantações.

De acordo com o Ministério Público, estes R$ 48 milhões fazem parte dos R$ 5 bilhões bloqueados desde o ano passado.

As assessorias técnicas eram uma reivindicação dos atingidos. Baseado nas conclusões das análises, indenizações serão estipuladas.

A Vale informou que “está analisando detalhadamente a decisão e vai se pronunciar oportunamente”.

Nenhum comentário