Recent

Vitória perde de 1x0 para o Ceará e é eliminado da Copa do Nordeste


Não deu para o Vitória. O Leão foi eliminado na Copa do Nordeste pelo Ceará, neste sábado (25), por 1x0, em Pituaçu. Vinícius, ex-Bahia, foi o autor do gol que colocou o Vozão na semifinal do torneio regional. O time, aliás, teve Luiz Otávio expulso aos 15 minutos do segundo tempo, após derrubar Jordy Caicedo na entrada da área. Aos 44, foi a vez do rubro-negro levar um cartão vermelho, para Gerson Magrão.

O Ceará já trazia péssima memória ao torcedor do Vitória. Em 2013, 2014 e 2015, o alvinegro foi responsável por tirar o Leão no Nordestão - sendo as duas primeiras, justamente, em fase de quartas de final. Em 2020, os times tinham se enfrentado em outro mata-mata, pela Copa do Brasil, com o rival ganhando do rubro-negro, em casa, por 1x0. A partida de volta, porém, foi suspensa por causa da pandemia do novo coronavírus e ainda não remarcada.
Na semifinal da competição, o Ceará enfrentará o rival Fortaleza, que eliminou o Sport nos pênaltis por 4x1 após empate em 0x0 nos 90 minutos. O jogo será na próxima terça-feira, às 21h30, em estádio ainda a ser confirmado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).  
Primeiro tempo
O primeiro tempo começou com o Ceará melhor. Enquanto o Vitória ainda tentava se encontrar, o Vozão chegava com pressão. Mais avançado, teve duas boas chances com bolas cruzadas. 
No meio da etapa, porém, o Leão equilibrou o duelo. E conseguiu, inclusive, uma ótima oportunidade: aos 17 minutos, Alisson Farias avançou e tocou para Carleto, que mandou uma bomba ao gol, desviada pela zaga. O camisa 10 ainda assustou no minuto seguinte, em lance defendido por Fernando Prass. Focado na posse de bola, o rubro-negro seguiu tomando conta do meio de campo. Faltava, porém, melhor controle e mais criação de jogadas.
Aos 43 minutos, o cenário mudou. Na tentativa de finalização de Vinícius, a bola foi na mão de Carleto, dentro da área. O juíz viu e assinalou o pênalti. O próprio camisa 29 que cobrou a penalidade, batendo forte no travessão. A redonda rebateu e entrou, sem chance para o goleiro Ronaldo. Na comemoração, o jogador do Ceará fez a famosa dancinha na época em que atuava no Bahia.

Nenhum comentário