Recent

Paulo Afonso(BA) tem 118.516 habitantes, segundo estimativas do IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (27) as estimativas da população para estados e municípios.  Segundo o instituto, o número estimado da população de Paulo Afonso em 2020 é de 118.516 pessoas, 734 a mais que em 2019. Já a Bahia tem 14.930.634 habitantes e o Brasil, 210.147.125.

Vale destacar que nas Estimativas, a população de cada município não é resultado de pesquisa. Elas foram estimadas por um cálculo matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados (projetadas por métodos demográficos), seguindo como critério a tendência de crescimento que cada município mostrou nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010).

A divulgação anual das Estimativas da População obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013. Elas são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) no cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios (FPE e FPM) e são fundamentais para elaboração de indicadores econômicos e sociodemográficos municipais, nos períodos intercensitários.

Os mais populosos da Bahia

Dos 10 municípios mais populosos da Bahia, nove permaneceram os mesmos entre 2019 e 2020, liderados historicamente por Salvador (2.886.698 pessoas), Feira de Santana (619.609) e Vitória da Conquista (341.128).

Neste ano, a novidade é a entrada do município de Barreiras (com população estimada em 156.975 pessoas) no ranking, na 10a posição, ultrapassando Jequié, que caiu para 11o lugar (156.126).

Os dez municípios baianos com menores populações permaneceram os mesmos em 2019 e 2020, com uma mudança na ordem causada pela queda de Contendas do Sincorá (4.045 pessoas), que perdeu duas posições, sendo superado por Ibiquera (4.046) e Dom Macedo Costa (4.065).



Salvador continua como o 4º maior município do país, mas tem 7a menor taxa de crescimento entre as capitais

Com uma população estimada de 2.886.698 moradores, Salvador se manteve mais uma vez, em 2020, como a quarta maior cidade e capital do país, atrás de São Paulo (12,325 milhões de pessoas), Rio de Janeiro (6,747 milhões) e Brasília (3,055 milhões). No outro extremo, as capitais menos populosas são Palmas (306.296 pessoas), Vitória (365.855) e Rio Branco (413.418).

Em relação à estimativa populacional de 2019 (2.872.347 pessoas), Salvador teve uma taxa de crescimento de 0,50% em um ano, a 7a menor entre as 27 capitais e a 3a menor do Nordeste.

Porto Alegre (0,30%), Teresina (0,37%) e Belo Horizonte (0,38%) são as capitais que menos cresceram entre 2019 e 2020. No outro extremo estão Boa Vista (5,12%), Palmas (2,40%) e Macapá (1,90%).

O crescimento populacional relativamente baixo de Salvador influencia a taxa de crescimento da Região Metropolitana da capital baiana. A RM Salvador é a 8a mais populosa do país e a 3a mais populosa do Nordeste, com estimativa de 3.957.566 habitantes em 2020, mas teve o 6o menor crescimento frente a 2019 dentre as 28 regiões: 0,72%.

Ainda assim, dos 10 municípios baianos com maiores taxas de crescimento populacional entre 2019 e 2020, 4 eram da Região Metropolitana de Salvador: Camaçari, com avanço de 1,7%, chegando a 304.302 habitantes neste ano; Dias D’Ávila, também com 1,7%, chegando a 82.432 habitantes; Lauro de Freitas, 1,6% e 201.635 habitantes; e Madre de Deus, 1,6% e 21.432 habitantes em 2020.

Bahia tem a segunda menor taxa de crescimento (0,39% entre 2019 e 2020)

Em 2020 a população estimada para a Bahia foi de 14.930.634 pessoas, 57.570 a mais que em 2019 (14.873.064). O estado manteve, assim, a 4a maior população do país e a maior do Nordeste.

São Paulo (46,3 milhões de pessoas), Minas Gerais (21,3 milhões) e Rio de Janeiro (17,4 milhões) são os estados mais populosos. No outro extremo estão Roraima (631,2 mil pessoas), Amapá (861,8 mil) e Acre (894,5 mil).

A Bahia também continuou, em 2020, com a segunda menor taxa de crescimento populacional do país (0,39% frente a 2019), acima apenas da verificada no Piauí (0,25%) e menor que a do Brasil como um todo.

Entre 2019 e 2020, a população brasileira estimada passou de 210.147.125 para 211.755.692 pessoas, um crescimento de 0,77%, que representou mais 1.608.567 pessoas em um ano.

Enquanto Piauí, Bahia e Rio Grande do Sul (0,40%) continuam como os estados que menos crescem, Roraima (4,20%), Amapá (1,90%) e Amazonas (1,52%) são os que mais crescem em termos populacionais.

Barreiras

Neste ano, a novidade é a entrada do município de Barreiras (com população estimada em 156.975 pessoas) no ranking, na 10a posição, ultrapassando Jequié, que caiu para 11o lugar (156.126).

Os dez municípios baianos com menores populações permaneceram os mesmos em 2019 e 2020, com uma mudança na ordem causada pela queda de Contendas do Sincorá (4.045 pessoas), que perdeu duas posições, sendo superado por Ibiquera (4.046) e Dom Macedo Costa (4.065).

Nenhum comentário