Recent

Lagarto-SE: Justiça determina que Polícia Federal investigue prefeita Hilda Ribeiro após denúncias de crimes eleitorais


A Justiça Eleitoral da 12ª Zona Eleitoral de Lagarto expediu decisões liminares contra a atual prefeita de Lagarto, Hilda Ribeiro, que é candidata a reeleição, impedindo que ela faça a distribuição de bonés, camisas e brindes com imagens alusivas à sua campanha, e também não realize serviços públicos em prol de interesses particulares, conforme denúncias que chegaram ao conhecimento da Justiça, através de coligações que estão disputando a Prefeitura de Lagarto. A Justiça informou que oficializará a Polícia Federal para que investigue as informações. 

As denúncias apontam que uma máquina do município de Lagarto, no dia 7 de outubro, estava executando serviços de patrolamento em uma área privada, sob supervisão de um funcionário com veículo da gestão municipal. O mesmo veículo, segundo a denúncia, foi flagrado fazendo a entrega de uma televisão em um endereço do município. Em outra denúncia, os adversários políticos relataram a distribuição de brindes da atual prefeita a moradores do município e apoiadores, o que também pode configurar crime eleitoral.

As decisões foram assinadas pela juíza Carolina Valadares Bittencourt e estipularam multa caso a prefeita ou sua equipe sejam flagrados praticando os atos listados acima.

Para a denúncia de propaganda eleitoral irregular, pela suposta distribuição de brindes, a prefeita deverá apresentar resposta às denúncias em até dois dias. A juíza estipulou multa de R$ 10 mil caso verificada a prática. Já para o processo de abuso de poder econômico, com uso da máquina pública para interesses particulares, a Prefeitura terá até cinco dias para apresentar resposta e também teve multa estipulada em R$ 10 mil, caso flagrada executando serviços deste teor.

A reportagem do Portal Fanf1 entrou em contato com a assessoria da prefeita Hilda Ribeiro, mas até a publicação desta matéria não tivemos resposta.

Nenhum comentário