Recent

Policiais suspeitos na morte de empresário da Paraíba são presos em Sergipe

A pedido da Polícia Civil da Paraíba, a Justiça paraibana expediu mandados de prisão temporária contra a equipe policial sergipana envolvida na operação que resultou na morte de um homem no município de Santa Luzia, na Paraíba. A equipe de Sergipe, que é composta por um delegado, um agente de investigação da Polícia Civil e um policial militar, se apresentou voluntariamente e está custodiada em unidades policiais de Sergipe.

Para a Polícia Civil da Paraíba, as informações apresentadas pelos policiais sergipanos não foram confirmadas com as investigações. O delegado Sylvio Rabelo, responsável pelas investigações, entendeu que houve fraude processual e execução da vítima.

“Os policiais apresentaram uma arma de fogo, afirmando que ela pertencia à vítima, mas rastreamos a origem e descobrimos que ela pertence a um policial militar de Sergipe e que não havia nenhuma queixa de roubo ou furto. O exame realizado no corpo da vítima mostrou que ela sofreu sete disparos de arma de fogo. E foi socorrida já sem vida ao hospital”, afirmou o delegado.

A Polícia Civil da Paraíba disse que enviará policiais a Sergipe para realizar interrogatórios e demais diligências necessárias e ressaltou que as investigações continuarão de maneira técnica e imparcial.

SSP/SE

A Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE) destacou que os três policiais estão à disposição da Justiça e da Polícia Civil da Paraíba, e explicou também que os servidores foram afastados das suas funções na última sexta-feira (19), justamente para garantir uma investigação isenta e transparente.

A SSP confirmou que o inquérito policial continua em andamento no estado da Paraíba e reiterou que a Corregedoria em Sergipe também acompanha o caso e contribui com as investigações.

Relembre o caso

Gefferson de Moura Gomes  foi morto no dia 17 de março, durante uma operação do Denarc/SE que tentava prender um grupo envolvido com tráfico interestadual de droga na cidade de Santa Luzia, na Paraíba. De acordo com a Polícia Civil de Sergipe, foi montado um bloqueio policial, onde vários veículos suspeitos foram parados, entre eles, Gefferson, que estava armado, esboçou uma reação e foi atingido, sendo encaminhado imediatamente para uma unidade hospitalar.

A família discorda da versão e disse à imprensa que Gefferson estava indo para a cidade de Cajazeiras, na Paraíba, para cuidar do pai que está com Covid-19, mas acabou sendo morto na cidade de Santa Luzia, sertão do estado.

Por Verlane Estácio 

Nenhum comentário