Publicidade

ANUNCIANTES

Pedro Alexandre-BA: Vereador detona gestão do prefeito Yuri Andrade e diz que 'sonhos foram frustrados'

As gestões municipais completam cem dias de mandato nesta semana. Nesse período, metas foram traçadas para os próximos anos de governo e os primeiros balanços foram divulgados.

Mas, no meio de tanta informação divulgada pelas prefeituras, no que é preciso prestar atenção? O que bons prefeitos fazem nesse período? 

Atualmente o município de Pedro Alexandre(BA), amarga a triste decisão de votar em Yuri Cesar de Andrade Menezes (PP) prefeito prefeito do pacato município baianoAmanhã (10/04), completa seus 100 dias de governo, que entra para a história regional, por estar construindo uma das piores administrações públicas já vista nesta região. A mídia marrom tenta esconder os fatos que passaremos mostrar a seguir. 

Desde o primeiro dia de seu governo, ele já se mostrou que seria um traidor do seu grupo político, trazendo de outras cidades parte do seus cargos de confiança desconhecido, magoando aqueles que sempre estiveram ao lado de seu audacioso projeto político, nos momentos mais difíceis.

Segundo o vereador Joab(PSD), desde que o progressista assumiu o município de Pedro Alexandre, a gestão recebeu aproximadamente R$ 10 milhões em repasses do Governo Federal, sendo que R$ 4 milhões foram injetados via FUNDEB e grande parte dos recursos recebidos vem sendo mal aplicados. A classe dos professores agoniza e são os que mais foram prejudicados segundo o vereador. O prefeito Yuri Andrade(PP) é acusado de cortar gratificações e vantagens da categoria que ele mais defendeu durante primeira e segunda campanha eleitoral (2016)-(2020). Segundo comentários no município, uma reforma será feita e o gestor pediu a classe um prazo que se encerra este mês. Cerca de 220 professores se sentem prejudicados. Além de vantagens da categoria a gestão não realizou o pagamento do terço de férias da categoria que deveria ter ocorrido em fevereiro e até o presente momento nada de solução. Vamos aguardar. 

Como Yuri Andrade superou Salorylton Oliveira e Pedro Gomes no "100 primeiros dias" em termos de ruindade:

Sua pior decisão, foi a mudança brusca do seu comportamento. Esse afastamento, criou ódio no seio das massas, tornando-o o gestor mais detonado por essas mesmas comunidades, nas redes sociais e demais veículos de comunicação da região. Quando eleito uma de suas primeiras decisões foi mudar o número de celular afim de não atender ligações e dar satisfações a população.

No decorrer desses 100 dias de Governo, a população de Pedro Alexandre viu, diariamente, a gestão cometer uma enxurrada de erros primários, de mentiras, auto promoções, lives exibicionistas e sem nenhum benefício para o povo.

Quando o cidadão procura o gestor na prefeitura, a administração tem priorizado  atendimento por fichas / senhas onde são distribuídas para um pequeno número de pessoas limitadas para serem atendidas com horário marcado, explica Joab. 

Nesses 100 dias de governo, o prefeito preferiu o caminho da indiferença com as comunidades, ao tomar certas diretrizes inócuas, decretos mal elaborados, uma Saúde Pública deficitária, diferente do que pregava, o emperramento das licitações, as determinações para o isolamento do secretariado, e o mais grave, o desmantelamento do corpo técnico, substituído por agentes sem as devidas qualificações.

Por fim, o que aconteceu de mais danoso, foi o emperramento da máquina administrativa, produzindo nesses 100 dias de governo, o abandono das vias públicas, a proliferação dos buracos em estradas vicinais, a falta iluminação, postos de saúde abertos de forma precária inclusive com falta de insumos básicos, e a falta de prumo e coordenação das ações. Um decreto emergencial financeiro foi decretado em 120 dias sendo revogado para mais 120 dias. 

O gestor Yuri, fecha esses 100 dias de governo, sem dizer para que foi eleito, e o pior, conseguiu atrair para si, uma das maiores rejeições da região comparado a outros prefeitos eleitos pelo partido Progressistas e outros partidos políticos. O ódio e a revolta contra seu governo tomam conta das ruas de Pedro Alexandre município que tem pouco mais de 16 mil habitantes.

Um conselho deste jornalista é que a primeira coisa a ser feita por Yuri Andrade é ter a exata dimensão de tudo o que foi prometido em campanha, não só o que se registrou no plano de governo, mas o que estava nos folders e no que foi dito nas ruas, nas lives e nas entrevistas.

Falta autonomia:

Sem habilidades para governar, gestor não ouve conselhos, não acata opinião de aliados do município de Pedro Alexandre e tem buscado isolamento e distanciamento de cabeças pensantes. Ao meu vê Yuri precisa montar uma equipe para enfrentar desafios técnicos e políticos. E também saber quem, dentro dessa equipe, é que vai dizer a verdade, mesmo que essa verdade não agrade. A gestão é centralizada e somente as decisões partem dele sob subserviência de um político regional muito conhecido na região. 

Pacientes agonizam em ruas de Aracaju:

Ainda por ser um município muito carente, distante dos grandes centros, pacientes que fazem hemodiálise na capital sergipana, parte destas pessoas deslocam durante a madrugada até a capital para buscar tratamento de saúde. Sem a Casa de Apoio dos pedro-alexandrenses, pacientes ficam abandonados em calcadas baixo de árvores, largados em clinicas e só retornam ao município baiano no fim de tarde. Os fatos ocorrem durante três dias por semana acusa o vereador Joab(PSD) que eleito para o terceiro mandato. Ainda segundo o vereador, existe um projeto aprovado pela câmara municipal, sancionado pela gestão anterior que garante apoio incondicional a população que se desloca a capital sergipana, até presente momento a gestão "Um rumo novo com a força do povo" não tratou como prioridade e não colocou em prática.

Uma coisa é certa: em todo o município, ainda há muito o que ser feito até 2024. O mandato só começou.

Até o fechamento da matéria, o prefeito Yuri Andrade, e alguns secretários da gestão não foram localizados para prestar devidos esclarecimentos. A rede Conexão Verdade segue buscando esclarecimentos.

Da redação, Rede Conexão Verdade.

Nenhum comentário