Publicidade

ANUNCIANTES

Coronavírus pode ter matado 13 milhões de pessoas a mais do que o registrado, diz estudo


O número de óbitos por coronavírus no mundo pode ser bem maior do que o registrado. De acordo com a revista ‘The Economist’ há uma grande chance do número de mortes em excesso estar entre 7 milhões e 13 milhões, considerando 10 milhões como a média de mortes acima do reportado oficialmente.

Segundo a publicação, o cálculo levou em consideração o alto número de mortes registrado em 2020. O número em excesso registrado pelos países é de 4,5 milhões, no entanto, o valor só leva em consideração dados oficiais.

Os dados relativamente baixos de países da África subsaariana e de alguns locais no sudoeste asiático acenderam o alerta na revista, que estimou a possível quantidade de mortes por meio de um modelo matemático.

No caso da África do Sul, por exemplo, foram registradas 55 mil mortes pela doença, uma taxa de 92,7 mortes a cada cem mil habitantes. No entanto, em 8 de maio deste ano o país contabilizou 158.499 mortes em excesso. O número supera o que seria esperado por causas naturais e acidentes.

Segundo a Universidade Johns Hopkins (EUA), o mundo registrou 3.347.154 mortes pela doença. Os países com mais óbitos são Estados Unidos (584.510) e Brasil (430.417).

Nenhum comentário