Publicidade

ANUNCIANTES

Delegado dá voz de prisão a advogado que orientou clientes a ficarem caladas


Um advogado recebeu ordem de prisão por parte de um delegado, após orientar suas clientes a permanecerem caladas durante interrogatório e a não fornecerem as senhas de seus telefones celulares.

O caso aconteceu na 7ª Delegacia Seccional de Itaquera, em São Paulo, na madrugada deste sábado (15). As duas mulheres são suspeitas de estelionato.

O site Consultor Jurídico informa que, de acordo com relatos, o criminalista Eder Canavan fazia as recomendações para que as clientes usassem o direito constitucional de permanecer em silêncio e recebeu voz de prisão do delegado Marcio Fruet Pereira Araujo.

Ele foi indiciado por coação de testemunha. Advogados compareceram à delegacia em defesa do colega. Segundo a publicação, o Ministério Público se manifestou pela liberdade provisória do defensor. O alvará de soltura em favor de Canavan já foi expedido.

Nenhum comentário