Juiz absolve mulheres que xingaram promotoria do interior da Bahia

MAIS NOTÍCIAS:

O juiz da Vara Criminal, Infância, Juventude e Interditos de Entre Rios, Litoral Norte e Agreste Baiano, decidiu rejeitar uma representação Criminal proposta por membros do Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra duas mulheres que xingaram a Promotoria de Justiça da comarca.

A informação foi divulgada pelo site Consultor Jurídico e confirmada pelo BNews. A decisão, definindo a baixa e arquivamento do feito,  foi publicada na edição do Diário da Justiça Eletrônico (DJE) do último dia 30 de junho. 

De acordo com o relato, em 27 março de 2019, Jadine Lima e Maria Luana foram até a sede da Promotoria de Justiça de Entre Rios para protocolar um abaixo-assinado sobre a exoneração do professor de uma escola.

Elas encontraram as portas da unidade abertas, embora o local estivesse vazio. Assim, a dupla decidiu filmar o ambiente e disponibilizar o material nas redes sociais, acompanhado de um banner. Uma delas, Jadine, escreveu: “Agora sabemos para onde vai nosso dinheiro pra paga esses filha da puta (sic)”.

O fato motivou Dário José Kist, Paulo Cesar de Azevedo e Daise Roseane Pinheiro de Araújo a apresentarem uma representação criminal, que culminou na instauração de um Termo Circunstanciado, imputando crime de injúria a Jadine e Luana.

De acordo com a decisão judicial, Jadine disse que "estava muito nervosa, de cabeça quente" quando redigiu as palavras", pois não conseguiu resolver o problema. Posteriormente,  ela pediu desculpas pelos transtornos causados.  

Uma audiência preliminar foi designada, mas acabou sendo realizada "sem a presença das supostas vítimas". Na decisão do último dia 23, o juiz José de Souza Brandão Netto avaliou que a dupla não cometeu crime durante o episódio, e que o termo usado não era suficiente para configurar injúria.

"Não há que se falar, portanto, de crime de injúria, uma vez não vislumbro o dolo específico de se imputar crime as querelantes por parte dos querelados, mas, tão somente a livre manifestação do pensamento", concluiu.

Para fundamentar o entendimento, entre outros casos, o magistrado citou decisões anteriores, como a do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, que acolheu o recurso do jornalista Ricardo Boechat (1952-2019), reformando uma sentença que o havia condenado por utilizar a expressão "Zé Bunda" ao criticar servidores públicos durante um programa de rádio.
 
Assim, o juiz opinou que as ofensas, ao seu ver "ocorridas num momento de nervoso", aos membros da promotoria tinham cunho "genérico". Acrescentou ainda que, "embora potencialmente reprovável sob o enfoque ético, as condutas não são penalmente típicas".

"Não houve ofensa direta às pessoas dos Querelantes, mas sim questionamentos relacionados à atuação deste órgão. Por essa ótica, é necessário verificar se ofensas dirigidas genericamente a uma classe de pessoas são suficientes para caracterização dos crimes de injúria, difamação e calúnia", acrescentou.

>Siga o CONEXÃO VERDADE no InstagramTwitter e pelo Facebook

VOCÊ REPÓRTER$type=complex$count=6

Presenciou um fato importante que merece virar notícia? Tem um vídeo ou uma foto? A sua sugestão ou denúncia pode virar uma matéria no Conexão Verdade.com. Envie para o nosso WhatsApp (81) 98107-4700.
Nome

Adustina,15,Alagoas,81,Alagoinhas,7,Antas,4,Anuncie Aqui,1,Arapiraca,4,Augusta Diniz,2,Bahia,63,Brasil,212,Caderno Cultural.,2,Caruaru,2,Ceará,11,Cel João Sá,13,Cícero Dantas,7,Concursos,41,Contato,1,Cotidiano- São Paulo.,2,Delmiro Gouveia,3,Economia,133,Educação,40,Eleições 2020,45,Eleições 2022,12,Entreteniment,1,Entretenimento,290,Esporte,188,Euclides da Cunha,10,Fátima,3,Feira de Santana,6,Geral,4,Goiás,3,Interior da Bahia,221,Itabaiana,9,Jeremoabo,47,Juazeiro,5,Justiça,233,Lagarto,10,Maranhão,3,Maringá,1,Minas Gerais,18,Mundo,4,Notícias,125,Paraíba,13,Paraná,1,Paulo Afonso,42,Pernambuco,163,Petrolina,17,Piauí,7,Polícia,251,Política,368,Quem Somos,1,RÁDIOS,1,Regional,168,Religião,6,Ribeira do Pombal,20,Santa Brígida,1,São Paulo - Brasil. Utilidade Publica,1,São Paulo. Utilidade Pública,1,Saúde,31,Sergipe,171,Serra Talhada,8,Simão Dias,2,Últimas Notícias,190,Vitória da Conquista,4,
ltr
item
REDE CONEXÃO VERDADE - O portal de Notícias Líder em Pernambuco: Juiz absolve mulheres que xingaram promotoria do interior da Bahia
Juiz absolve mulheres que xingaram promotoria do interior da Bahia
https://1.bp.blogspot.com/-RItkPDAp_X0/YOXv2AyrBmI/AAAAAAAAcgs/pYK0SZJaxmEUYvsHlwEvAcEdMByscvKDACLcBGAsYHQ/s16000/comarca.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-RItkPDAp_X0/YOXv2AyrBmI/AAAAAAAAcgs/pYK0SZJaxmEUYvsHlwEvAcEdMByscvKDACLcBGAsYHQ/s72-c/comarca.jpg
REDE CONEXÃO VERDADE - O portal de Notícias Líder em Pernambuco
https://www.conexaoverdade.com/2021/07/juiz-absolve-mulheres-que-xingaram.html
https://www.conexaoverdade.com/
https://www.conexaoverdade.com/
https://www.conexaoverdade.com/2021/07/juiz-absolve-mulheres-que-xingaram.html
true
6964906002310646831
UTF-8
Carregar todas as matérias Nenhum resultado encontrado. LEIA MAIS Leia mais Responder Cancelar resposta Apagar Por Início Páginas Matérias Ver todas Veja também Tópico Arquivo Busca Todas as matérias Nenhum resultado encontrado para sua busca Voltar ao início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Mai Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo Há 1 minuto Há $$1$$ minutos Há 1 hora Há $$1$$ horas Ontem Há $$1$$ dias Há $$1$$ semanas Há mais de 5 semanas Seguidores Siga ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhe em uma rede social PASSO 2: Clique no link da sua rede social Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor, pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar Table of Content