Publicidade

ANUNCIANTES

Justiça decreta prisão temporária de suspeitos de envolvimento na morte de policiais em Vitória da Conquista-BA

O Comando de Policiamento da Região Sudoeste (CPRSO) informou que o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) decretou a prisão temporária dos indivíduos envolvidos no duplo assassinato de policiais militares, ocorrido na última terça-feira (13), no distrito de José Gonçalves, na zona rural de Vitória da Conquista. A decisão foi proferida nesta sexta-feira (16).

Em nota, o CPRSO ratificou que todas as ações policiais na operação de buscas estão pautadas na legalidade. A corporação agradeceu e ressaltou que tem sido de fundamental importância o apoio que recebido da população no processo. Por fim foi reforçada a solicitação de informações sobre os criminosos. As denúncias devem ser feitas pelo telefone 190.

Pelo menos nove pessoas da mesma família, pertencente a uma etnia cigana, estariam envolvidas no crime. O patriarca da família foi preso ao dar entrada ferido no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC) no mesmo dia do crime contra os policiais.

Outro envolvido morreu também no mesmo dia, na localidade de Lagoa das Flores. Na quinta-feira (15), dois irmãos  foram localizados na região de Itiruçu, onde morreram após confronto com a polícia.

Um quarto irmão, adolescente de 14 anos, foi baleado na última quarta-feira (14), em uma farmácia, no Centro de Vitória da Conquista. Dois homens chegaram em uma motocicleta e efetuaram os disparos. Ele não resistiu e morreu no HGVC.

Diante da situação, o Instituto Brasil Cigano (IBC) emitiu uma nota manifestando temor pela perseguição a inocentes. O IBC ressaltou que repudia ações violentas, mas que não irá aceitar que toda a comunidade cigana seja responsabilizada pelos crimes de alguns indivíduos.

O 1ª Cl PM Robson Brito de Matos, 30 anos, e o 1º Ten PM Luciano Libarino Neves, 34 anos foram sepultados na quarta-feira. Na noite anterior, eles foram homenageados com honras militares no 9º Batalhão de Ensino, Instrução e Capacitação (9º BEIC). Eles estava a paisana e faziam um trabalho de inteligência policial quando foram mortos.

Em meio a tensão pela procura dos criminosos em toda a região, seis homens, dois quais, cinco ciganos, foram conduzidos e apresentados à Delegacia de Polícia de Livramento de Nossa Senhora após desdobramentos de uma abordagem policial em um bar, na tarde desta sexta-feira, no bairro Piçarrão.

Um dos ciganos ficou preso por porte ilegal de arma de fogo e posse de entorpecentes. Ele assumiu a posse de uma pistola calibre 9mm com dois carregadores, 32 munições do mesmo calibre, uma faca, cinco aparelhos celulares, uma porção de substancia análoga a maconha e quatro porções de substância análoga a cocaína.

Nenhum comentário