Publicidade

ANUNCIANTES

MP pede punição para candidata que não votou em si e fez campanha para o marido

Em São Caetano, no Agreste pernambucano, o Ministério Público Eleitoral (MPE) defendeu a impugnação de todos os registros de candidatura do partido Republicanos e a cassação do diploma dos eleitos que concorreram nas eleições municipais de 2020. O MP encaminhou parecer ao Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco.

A ação denuncia fraude eleitoral. Segundo o MP, houve cota de gênero forjada, com candidaturas 'laranjas'. E, a candidata a vereadora Ana Lúcia da Silva também foi denunciada. Isso porque ela se inscreveu para tentar ser eleita, e segundo as provas constatadas pelo MP, ela cometeu fraude eleitoral, já que não recebeu nenhum voto e, em vez de fazer campanha para ela própria, estava era pedindo votos para o seu marido, José Enedino Alves, que também concorria para a vereança.

A defesa alegou que a candidata teria se separado do marido poucos meses antes das eleições e, para se vingar, decidiu lançar candidatura. Em setembro, o casal teria se reconciliado, e Ana voltou a fazer campanha para o esposo. Sobre a ausência de votos, a defesa diz que ela se enganou na hora de escolher o próprio número na urna eletrônica.

O parecer do procurador regional eleitoral Wellington Cabral Saraiva concluiu que, Ana Lúcia da Silva não pretendeu concorrer verdadeiramente ao cargo. “Diante da comprovação de fraude e seguindo o atual entendimento do TSE, o MP Eleitoral opinou por desconsiderar a candidatura apenas formal de Ana Lúcia da Silva. Em consequência, já que o partido Republicanos deixou de cumprir a cota de gênero, defende, perante o TRE, a cassação de todos os registros de candidatura e diplomas dos candidatos do partido, tanto eleitos, suplentes ou não eleitos, que concorreram em São Caetano em 2020”, relatou o promotor.

Para cumprir a Lei cada partido político deve preencher o mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada gênero, em cada eleição. 

Com as bênçãos de Dudu


A ex-prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida, apertou o passo para virar deputada estadual. Correligionários informam que o prefeito de Tupanatinga, Sílvio Roque (PP), fechou com ela. A aliança teria sido um trabalho de articulação do deputado federal Eduardo da Fonte. Débora corre ainda em outros municípios para fortalecer o seu nome para a eleição.

 

Troca de experiência


A prefeita Márcia Conrado (PT), de Serra Talhada, recebeu a visita do prefeito da cidade de Goiana, Eduardo Honório, nesse último final de semana. Os dois gestores trocaram experiências. A prefeita Márcia Conrado apresentou o modelo de gestão implantado em Serra Talhada e conferiu, em troca, a experiência produtiva da cidade de Goiana, polo automobilístico em Pernambuco.

Visita


O secretário de Turismo do Estado, Rodrigo Novaes, visitou Nazaré do Pico, em Floresta, para participar da Missa do Vaqueiro. Nazaré é divisa entre Serra Talhada e Floresta. Rodrigo pavimenta o caminho rumo às próximas eleições.


FolhaPE.

Nenhum comentário