Publicidade

ANUNCIANTES

Padre atraía vítimas de abuso oferecendo doce de banana


O padre Delson Zacarias dos Santos, de 47 anos foi acusado de abuso sexual contra menores. O religioso faz parte da Arquidiocese de Brasília, no Distrito Federal. Segundo o site Metrópoles, trata-se de uma nova vítima, que entrou em contato com o site para denunciar o padre. As denúncias fizeram a igreja afastá-lo de suas funções.

Em nota, a Arquidiocese de Brasília disse que “tem compromisso em cuidar dos ambientes para que ele sejam seguros e confiáveis para crianças e adolescentes”.

Segundo a vítima, que não foi identificada, o padre usava doce de banana par atrair coroinhas e cometer os abusos. Hoje, com 31 anos, o ex-coroinha disse que o assédio ocorreu quando ele tinha entre 14 e 15 anos. O homem disse que ele foi escolhido entre os coroinhas para ingressar em um grupo composto por meninos com idade até 18 anos. Padre Zacarias era quem escolhia os adolescentes.

Doce de banana

Em 2004, o padre passou na casa do adolescente e o convidou para ir com o religioso até a casa paroquial. “Minha mãe, que é muito católica e frequentava aquela igreja, avisou que o padre Zacarias estava me chamando. Quando cheguei do lado de fora, ele me falou para entrar que iríamos até a casa dele pegar um doce de banana que ele havia feito para minha mãe”, disse.

Ao chegar na casa, segundo a vítima, o padre chamou o menino para o quarto e perguntou se o adolescente eu tinha o costume de me masturbar. “Respondi que sim, achando que ele fosse me corrigir. Depois, pediu que eu tirasse a blusa, pois queria ver se eu era magrinho. Em seguida, pediu para ver minhas ‘coxinhas’. Naquele momento, o padre foi além e pediu para que eu tirasse o short”, disse.

O menino ficou nervoso e disse que queria ir embora após o padre pegar uma máquina fotográfica e pedir para o garoto ficar de cueca. “ Naquele momento, fiquei com o corpo todo tremendo, mas tive a reação de dizer que queria ir embora. Ele, então, me levou de volta, sem dizer uma palavra durante o trajeto até a minha casa”, disse.

Ao chegar em casa, o jovem contou aos seu pais o que havia acontecido e a família passou a frequentar outra paróquia. Eles também procuraram pessoas ligadas à Arquidiocese para denunciar o padre e ficaram sabendo que o caso não era o único.

O padre Delson Zacarias é investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). Ele é acusado de estupro de vulnerável. Os abusos teriam ocorrido entre 2014 e 2021 e começado quando a suposta vítima tinha 13 anos. Por envolver um menor de idade, as informações da investigação são sigilosas.

Leia a nota da Arquidiocese na íntegra:

Nenhum comentário