Publicidade

ANUNCIANTES

Viúva de miliciano morto em Esplanada(BA) fecha deleção premiada com MPF

Júlia Emílio Mello Latufo, viúva do ex-capitão do Bope do Rio de Janeiro Adriano da Nóbrega, está negociando delação premiada com o Ministério Público Federal no Rio de Janeiro e o Ministério Público do Estado. 

De acordo com a publicação, a delação já está na segunda fase, ou seja, foi aceita pelos procuradores e agora está focada em tratar de anexos específicos sobre homicídios cometidos por organizações criminosas no Rio de Janeiro.

Júlia foi companheira de Adriano por 10 anos. Ela ficou foragida e teve a prisão preventiva decretada, mas a punição foi reduzida a prisão domiciliar e responde a um processo da 1ª Vara Criminal Especializada da Capital do RJ, por organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Adriano é apontado como chefe da milícia de Rio das Pedras e da Muzema, na Zona Oeste Rio. O PM era amigo de Fabrício Queiroz e foi homenageado por Flávio Bolsonaro com a Medalha Tiradentes. Ele foi morto em fevereiro de 2020, em Esplanada, interior da Bahia.

Nenhum comentário