Publicidade

ANUNCIANTES

Zilu perde R$ 15 milhões em ação contra Zezé Di Camargo

Zezé Di Camargo ganhou o processo de partilha de bens que a ex-mulher, Zilu, movia contra o cantor. Para que Zezé ganhasse, dois depoimentos foram fundamentais: o do filho mais novo do casal, Igor, e a também cantora Wanessa.

Os dois depuseram contra a mãe, o que a pegou de surpresa. A ação de Zilu tentava livrá-la do acordo que fizeram no momento da partilha e que, segundo a empresária, havia sido pressionada pelo ex-marido e filhos a assinar o documento, o que a fez perder alguns patrimônios.

Wanessa teve uma postura no depoimento que claramente favoreceu o pai e chegou a desmentir a mãe afirmando que Zilu não foi pressionada a assinar a partilha, como afirma no processo.

A defesa de Zilu alega que, na época da partilha, três anos depois do divorcio, Zezé havia feito a empresária acreditar que havia falido. Ainda segundo os advogados, os filhos também participaram da fala de Zezé, alegando que, caso ela não assinasse, Zilu teria que assumir as dívidas do cantor, e a família toda ainda entraria em falência.

“Ela assinou o documento por pressão dos filhos e do Zezé. Wanessa e Igor são dependentes do pai e não da Zilu. Igor mora com Zezé. A juíza, então, entendeu por bem fundamentar a sentença dela inteira no depoimento da Wanessa e do Igor, ou seja, filhos que são dependentes totalmente do pai. Eles não têm condições de sobreviver sem estar do lado do pai. Eles não podem ir contra o pai. Wanessa, em seu depoimento, criou uma situação que tornou favorável ao pai dela”, afirmou o advogado de Zilu, Marcelo Saraiva, ao Jornal Extra.

Após a assinatura, Zilu percebeu que Zezé continuava a viver uma vida luxuosa ao lado da atual esposa, Graciele Lacerda. Foi então que, indignada, a empresária entrou com uma ação pedindo a anulação do acordo.

Durante o processo, foi constatado que Zezé omitiu parte do patrimônio durante a partilha, como direitos autorais e a venda de um avião. Saraiva então pediu que a Justiça fizesse uma perícia do patrimônio do ex-casal até o momento do divórcio.

Nenhum comentário