Publicidade

ANUNCIANTES

Em Alagoas, justiça decreta prisão preventiva de 14 acusados de integrar organização criminosa


A Justiça de Alagoas decretou a prisão preventiva de 14 acusados de participarem de uma organização criminosa que foi desmantelada no final do mês de julho, na Região Norte de Alagoas, durante a denominada “Operação Imperatriz”, que mobilizou as polícias Civil, Militar, integrantes da Secretaria de Segurança Pública, e a polícia de Pernambuco.

Além das prisões, a ação resultou na apreensão de armas, cigarros contrabandeados, celulares, notebook, pendrives, cartões de memória, HDs e câmera digital.

De acordo com o delegado Isaías Rodrigues, os acusados estão envolvidos com tráfico de drogas, roubos, homicídios, venda de armas, formação de quadrilha, dentre outros crimes.

O grupo criminoso estava sendo investigado há, pelo menos, seis meses e possuía ramificações entre presidiários no estado de Pernambuco e Alagoas. A quadrilha seria comandada por uma mulher que fazia o elo entre os criminosos para planejar homicídios e tráfico de drogas, especialmente na cidade alagoana de Colônia de Leopoldina.

Quatro integrantes da organização criminosa ainda estariam foragidos.

Nenhum comentário