Publicidade

ANUNCIANTES

https://www.edenevaldoalves.com.br/wp-content/uploads/2021/12/banner_900x100px_mais_luz.gif

Paixão de Cristo de Nova Jerusalém receberá R$ 2,9 milhões do Governo Federal, através da Lei Rouanet


O Ministério do Turismo autorizou que a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém,  realizada no Brejo da Madre de Deus, em Pernambuco, receba um total de R$ 2,9 milhões da Secretaria de Cultura, através  lei Rouanet, segundo divulgou o Blog do Jamildo (JC).

No ano passado, o governo Federal havia prometido que apresentaria um plano emergencial para evitar o encerramento das atividades do espetáculo da Paixão de Cristo, uma das principais atrações turísticas do Brasil que vem enfrentando sérias dificuldades após o cancelamento das temporadas de 2020 e 2021 em virtude da pandemia.

“Precisamos fazer o que for possível ao nosso alcance. O Nordeste não pode perder a Paixão de Cristo. O Brasil não pode perder a Paixão de Cristo. O mundo não pode perder a Paixão de Cristo. A Arte não pode perder a Paixão de Cristo. O Cristianismo não pode ficar sem a sua mais forte expressão cultural há mais de 50 anos”, disse Gilson Machado Neto, Ministro do Turismo, no dia 31 de Março de 2021, após uma reunião com o presidente da Sociedade Teatral de Fazenda Nova, Robinson Pacheco.

O espetáculo de 2020 e 2021 foram cancelados devido a pandemia da Covid-19 e trouxe muitas dificuldades para a Sociedade Teatral de Fazenda Nova, em Pernambuco. Para os moradores do Brejo da Madre de Deus que trabalham na montagem e na encenação durante a Semana Santa, o cancelamento também foi prejudicial.

Sobre o espetáculo 

 

Realizada desde 1968, no maior teatro ao ar livre do mundo, a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém já foi assistida por cerca de 4 milhões de turistas do Brasil e exterior, consolidando-se como uma das principais atrações turísticas do País durante a Semana Santa.

A coordenação geral é de Robinson Pacheco, presidente da Sociedade Teatral de Fazenda Nova. “A Paixão de Cristo vem se atualizando todos os anos e, por isso, se tornou um produto turístico atrativo para Pernambuco. Pensamos na peça como um todo, desde o início. Temos uma equipe que lança não dos seus talentos e se doa por completo. Temos gratidão a todos por tudo que o espetáculo se transformou”, afirmou Robinson.

Nenhum comentário