Publicidade

ANUNCIANTES

Sargento do Exército é condenado a prisão por beijar aluna de 14 anos na boca

Um sargento do Exército foi condenado a quatro anos de prisão por assediar uma estudante de 14 anos que estudava no 8º ano do Colégio Militar de Brasília (CMB). Ele também foi expulso das Forças Armadas. As informações são de O Globo.

De acordo com a reportagem, o militar pertencia ao Batalhão de Polícia do Exército, e estava à disposição do CMB. Ele era músico e dava aula de percussão para a vítima. O réu chegou a dar um beijo na boca da menina.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Militar (MPM), o sargento assediava sexualmente a menor, prolongando o tempo de intervalo da aula para conversarem a sós. A acusação também coletou provas de que o réu enviava mensagens com "emojis" sentimentais de beijos e corações, e músicas de conteúdo amoroso.

O sargento escrevia ou falava declarações como "estou apaixonado", "te amo, te amo, te amo" e "vou fazer você feliz". A menina passou a alternar comportamentos eufóricos com depressivos, e, segundo a denúncia, ela rejeitou as investidas, mas o professor manteve-se firme na postura de constranger a vítima. O assédio foi descoberto pela mãe da adolescente.

O sargento negou ter mantido qualquer interação íntima com a adolescente. Ele afirmou nunca ter beijado a vítima e alegou ter mandado as mensagens porque queria ajudar a aluna, que estaria depressiva. O militar também se descreveu como uma pessoa extrovertida e justificou que a aula de música era diferenciada precisava estar corpo a corpo com o aluno.

Nenhum comentário