Recent

Psd bate o martelo e decide apoiar a candidatura de João Campos a prefeitura do Recife-PE


A poucos dias do inicio do período de realização das convenções partidárias, o pré-candidato a prefeito do Recife, o deputado federal João Campos, oficializou mais um apoio a Frente Popular liderada pelo PSB. O anúncio ocorreu, nesta sexta-feira (28), na sede da Executiva Estadual do PSD, na presença do socialista e do presidente estadual do partido, o também deputado federal André de Paula.

Havia uma expectativa de que o anúncio pudesse ser postergado até a próxima terça-feira (1º), mas o próprio João Campos  pediu para que formalização ocorresse nesta sexta-feira. "Conversei com o partido inteiro e nossa decisão se aproximou da unanimidade. Participaram dessa construção todas as lideranças e quadros da nossa base do interior, nossos deputados estaduais, as lideranças do Recife, e o sentimento era que o melhor caminho seria permanecer na Frente Popular", declarou André de Paula. 

O fato de o pré-candidato do PSB ser João Campos, teria tornado mais fácil a decisão de abrir mão de uma candidatura majoritária própria, como o presidente nacional do PSD, André Kassab, havia defendido desde o ano passado. "O PSD, na sua origem, teve a digital do ex-governador Eduardo Campos junto com o nosso presidente Gilberto Kassab, no começo se previa um projeto político de longo alcance que passava por essa união", explicou o pessedista ao JC

Na ocasião, João Campos fez questão de destacar a trajetória e o papel desempenhado por André de Paula para a construção desse alinhamento político. "André é um homem público que eu admiro muito, que sabe fazer política respeitando as pessoas e com grande capacidade de diálogo. Um dos nomes mais respeitados do Congresso Nacional e que é respeitado em todas as esferas. Discutimos a construção de uma aliança pelofuturo da nossa cidade e como podemos trabalhar para superar os desafios que estão postos, buscando soluções e iniciativas inovadoras. Agradeço a confiança e reafirmo o nosso compromisso de seguir lutando, juntos, pela melhoria da qualidade de vida da nossa população", declarou Campos. 

Essa memória da participação do ex-governador Eduardo Campos na criação do PSD, também foi endossada pelo pré-candidato a prefeito. "O PSD é um dos maiores partidos do Brasil, que segue crescendo e contribuindo com o desenvolvimento de todas as regiões do país, incluindo Pernambuco e o Recife. Todos lembramos como se deu o processo de seu surgimento, como uma alternativa para a realização de uma política ativa e em defesa dos brasileiros. Meu pai participou, de forma muito efetiva, dessa construção e sempre encontrou nos amigos do PSD a disposição para atacar os problemas brasileiros", resgatou.

Com a formalização do ingresso do PSD, a Frente Popular do Recife passa a contar no momento com sete partidos confirmados. São eles: PSB, MDB, PROS, Avante, PSD, PV e Republicanos. O partido ainda aguarda uma sinalização oficial do PV, PCdoB e da Rede. Ainda não há uma data definida para as convenções do partido, mas deverá ser realizada próximo ao prazo limite, assim como ocorreram em outras eleições. Em virtude da pandemia do novo coronavírus (covid-19), os socialistas estão estudando um formato para que possa contemplar as lideranças.

VEREADORES E VICE-PREFEITO

O PSD não terá a formação de chapa de vereadores para disputar a eleição na Câmara do Recife. De acordo com o presidente estadual do partido, André de Paula, essa decisão foi tomada para que a sigla pudesse garantir sua independência nesse processo de formação do posicionamento do partido em permanecer ou não na Frente Popular do Recife. 

"Foi um processo longo, pensamos em todos os ângulos da questão para chegarmos a uma decisão madura. Como presidente, eu apenas vocalizo a vontade do partido. Houve um momento em que montar um chapa para ter chance dela ser competitiva, seria necessário que eu me posicionasse, mas como não havia essa definição, e para manter essa liberdade na escolha, do ponto de vista estratégico, escolhemos um caminho preservando o que julgamos ser o melhor"

Já em relação a ter espaço para apresentar quadros dentro do partido que possam vir a ser candidatos a vaga de vice na chapa encabeçada por João Campos, André foi taxativo ao afirmar que essa situação não foi colocada em negociação. 

“Não temos essa pretensão. Quando abraçamos uma candidatura estamos completamente envolvidos e trabalhando no sentido que tenhamos sucesso, que melhor atenda a estratégia que João (Campos) irá definir. Estamos à disposição, mas não estamos colocando isso como condição”

Petrolina

Dentro do cenário eleitoral, apesar de cada município ter sua particularidade em termos de estratégia, os gestos de reciprocidade sempre pesam em uma decisão. Com o anúncio da permanência do PSD, na Frente Popular do Recife, o PSB declarou que irá apoiar a pré-candidatura do advogado pessedista Julio Lossio Filho. A decisão, inclusive, põe fim a expectativa de que o deputado federal Gonzaga Patriota pudesse entrar na disputa contra o projeto de reeleição do prefeito Miguel Coelho (MDB).

Com a saída do deputado estadual Lucas Ramos, que assumiu a secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Informação de Pernambuco, da disputa municipal,  o PSB teria que definir se apoiaria o ex-secretario do Instituto Agronômico de Pernambuco, Odacy Amorim (PT), ou apoiaria o ex-prefeito de Petrolina, ferrenho opositor aos socialistas quando era filiado ao MDB, Julio Lossio, que até então não havia desistido da candidatura. 

Gonzaga Patriota, em entrevista a Rádio Jornal de Petrolina, reiterou que seu apoio seria do pré-candidato do PT. Uma mudança de posicionamento só ocorreria se o partido optasse por um projeto majoritário próprio, como o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes tinha sinalizado a Patriota. A troca de gestos com o PSD, pode ser lida como uma retaliação ao fato de o PT, no Recife, decidir apoiar a pré-candidatura da deputada federal Marília Arraaes.

“Nessa construção política, era natural que o PSB fizesse conosco um gesto significativo. Ele vai nos apoiar no município que é fundamental, o coração do Sertão e que influencia toda uma região. É importante ter esse apoio, que irá colocará bom o tempo de TV e rádio, que tem uma histórica vinculada. Além disso, estamos diante de dois quadros jovens da nova geração e que tem um futuro muito importante”, declarou André de Paula, referindo-se a João Campos e Julio Lossio Júnior. Lucas Ramos, inclusive, esteve presente na reunião que formalizou o apoio em Petrolina.

Nenhum comentário