Publicidade

ANUNCIANTES

Morre, aos 79 anos, o ex-governador de Sergipe João Alves Filho


Um dos principais nomes da política sergipana, o ex-governador João Alves Filho morreu no final da noite desta terça-feira, 24, aos 79 anos.

João Alves Filho estava internado da Unidade de Tratamento Intensivo há cerca de uma semana no Hospital Sírio Libanês, em Brasília, após sofrer uma parada cardíaca. Foi diagnosticado com Covid-19 após a internação e transferido para uma unidade destinada ao tratamento de pessoas com a doença. 

Seu quadro se agravou no fim de semana, quando foi constatado a paralisia de alguns órgãos e houve um agravamento de seu quadro clínico, considerado pela equipe médica à epoca, irreversível.

João Alves deixa três filhos: Maria Cristina Alves, Ana Maria Alves e João Alves Neto.

Despedida

Por ter sido diagnosticado com Covid-19, a decisão de como serão realizados o sepultamento será tomada após decisão de família. A senadora Maria do Carmo, esposa de João Alves Filho há mais de 50 anos, explicou em entrevista que João Alves Filho seria cremado e suas cinzas trazidas para Aracaju a fim de evitar o sepultamento imediato em razão do Covid.

No entanto, alguns familiares defendem que ele seja sepultado em Sergipe, no túmulo de seu pai. A decisão final será tomada em conjunto pelos familiares.

BIOGRAFIA

Dono de um vasto sorriso, João Alves Filho é natural de Aracaju, nascido no Bairro Santo Antônio, filho do empresário João Alves e Maria de Lourdes Gomes. Casado com a senadora por Sergipe, Maria do Carmo Alves (DEM), foi engenheiro civil, prefeito da capital sergipana, Ministro do Interior e Governador do Estado.

Sua trajetória política teve início aos vinte anos, quando ingressou no curso de Engenharia Civil da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia. Nesse período, foi membro da Juventude Universitária Católica (JUC) e redator do jornal da frente única das esquerdas e só deixou e exercer essa função a partir do golpe militar de 1964.

Iniciou sua carreira pública assumindo a prefeitura de Aracaju (1975-1979). Foi eleito governador em 1982 e nomeado Ministro de Estado do Interior pelo Presidente José Sarney em 1987. Em 1990, foi eleito novamente governador do Estado, cargo que exerceu pela terceira vez entre 2003 e 2007. Encerrou sua participação na gestão pública como prefeito de Aracaju, cargo que exerceu entre 2013 e 2017.

Entre suas obras estão a Orla de Atalaia, a maior obra já feita no setor turístico; e a Ponte Construtor João Alves, que liga Aracaju a Barra dos Coqueiros. Também foi responsável pelo programa Chapéu de Couro, voltado a construção de açudes para amenizar os impactos da seca no sertão.

Autor de diversos livros, sendo o mais recente "Toda a verdade sobre a transposição rio São Francisco" lançado dia 28 de outubro de 2008 na Livraria Escariz, João Alves Filho era um apaixonado pelo nordeste. Outros títulos incluem: Nordeste, Região credora (1985); No outro lado do mundo (1988); Amazonas & Nordeste – Estratégias de desenvolvimento (1989); Conferências (1990); Pontos de Vista (1994); Nordeste – Estratégias para o sucesso (1997); Transposição das Águas do São Francisco – Agressão à Natureza x Solução Ecológica (2000); Matriz energética brasileira – Da crise à grande esperança (2003); Toda a Verdade sobre a transposição do Rio São Francisco (2008); Transposição do São Francisco – Uma Análise dos aspectos positivos e negativos do projeto que pretende transformar a Região Nordeste.

Nenhum comentário