Publicidade

ANUNCIANTES

Vasco da Gama empata clássico contra o Botafogo no final da partida


Vasco Botafogo empataram neste domingo, 21, em partida válida pela Taça Guanabara, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro. Um gol de Carlinhos nos minutos finais do clássico definiu um empate frustrante nas pretensões de ambos. Um deixou escapar a chance de chegar ao G4 pela primeira vez no Campeonato Carioca e o outro segue sem triunfos na temporada, afundado em penúltimo lugar. Buscando reconstrução após rebaixamento no Campeonato Brasileiro, Vasco e Botafogo seguem caminhos distintos na temporada. Em comum, apenas a classificação à segunda fase da Copa do Brasil e os lamentos pela igualdade no clássico. Do mais, campanhas bem diferentes no Estadual. O Botafogo sofreu neste domingo o seu primeiro gol em cinco jogos disputados, somando a goleada na Copa do Brasil. Mas segue sem perder. Arrumar a defesa foi a prioridade do técnico Marcelo Chamusca no processo de reconstrução da equipe.

Os zagueiros Marcelo Benevenuto e Kanu estavam “invictos” até este domingo e mostram firmeza antes da reestreia do experiente argentino Joel Carli. O empate no fim neste domingo quebrou a sequência invicta sem gols e custou caro. Melhor ao longo dos 90 minutos, o Botafogo finalmente entrava no G4. Subia para terceiro, com oito pontos, e podia ganhar até com folga no placar. Contudo, pecou na hora de ampliar, falhando em vários contragolpes na fase final. Reforço para a temporada, o lateral-esquerdo Zeca, em um bate e rebate dentro da área, tentou cortar finalização e tocou contra as próprias redes. O Botafogo foi para o vestiário com vantagem. Carlinhos salvou a pele do defensor no fim, para alívio dos vascaínos. A fase, porém… O técnico Marcelo Cabo vem sofrendo muito para fazer o elenco entender a sua metodologia. Já vinha de participação ruim diante da Caldense, na Copa do Brasil, e novamente deixou a desejar no clássico. Foram poucas chances criadas, apesar de uma bola no travessão e de chute forte de Zeca. Porém, o time sente bastante a falta de seus argentinos.

Benítez foi para o São Paulo e deixou um vácuo na armação. E com Germán Cano machucado, o ataque perde muito de seu poder. Talles Magno, Tiago Reis e Vinícius até se esforçam, mas pouco produzem. Se o futebol segue aquém do esperado, a sorte parece firme e lado a lado. Pelo segundo jogo seguido o oponente jogou melhor, teve chances, mas no fim o Vasco é quem acabou festejando um 1 a 1. Contra a Caldense valeu vaga e, neste domingo, a salvação da terceira derrota em quatro rodadas. O gol do alívio pelo placar, não pela campanha, veio em um escanteio cruzado para a área por Marquinhos Gabriel. Laranjeira desviou e Carlinhos salvou o Vasco. Novamente em São Januário, o time buscará “desencantar” contra o Macaé. O Botafogo faz o clássico com o Flamengo. A rodada será no meio de semana.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Nenhum comentário