Publicidade

ANUNCIANTES

ACM Neto e João Roma duelam para ser a “figura antipetista” na Bahia


Na busca por consolidar as candidaturas ao governo da Bahia, o ex-prefeito soteropolitano ACM Neto (DEM) e o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), têm duelado indiretamente para representar a “figura antipetista” na disputa eleitoral do próximo ano. Por enquanto, as maiores críticas ao PT no estado têm partido do auxiliar do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). 

Do mês passado para cá, Roma fez quatro críticas ao partido ou ao governador Rui Costa (PT) no Twitter. O ministro da Cidadania criticou Rui por “se apropria(r) dos recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) do Governo Federal sem dar o devido crédito”. Em seguida, afirmou que “entre os tantos fracassos do governo do PT na Bahia, destaquei hoje a falta de investimento no esporte. O governador requentou promessa, disse que iria investir no centro de boxe, promessa de quatro anos atrás, que ele não cumpriu”. 

Roma também atacou o governador pelo “fracasso na compra da Sputnik V”. “Sputnik V, a vacina que foi sem nunca ter sido. Fracasso do PT da Bahia, que fez propaganda, falou, falou e agora saem de fininho e desistem. O fato é que quem tem disponibilizado vacina para nosso povo é o governo Jair Bolsonaro”, escreveu ele, na rede social. “O governo do PT da Bahia diz que ‘a vacina salva os empregos’. Mais uma vez, pongam nas ações do governo Jair Bolsonaro e não dão o crédito. Esqueceram de dizer que os imunizantes são enviados pelo governo federal. Para ficar claro: a vacina do governo Jair Bolsonaro salva os empregos. Dizem ainda que ‘a Bahia investe na vacina’. Não procede. Todas as vacinas que vão para os estados são adquiridas pelo governo Jair Bolsonaro. Já o PT fracassou na compra da Sputnik V, a vacina que foi sem nunca ter sido. Só serviu para fazer propaganda. Neste caso das vacinas, estamos diante de dois modelos claros: o do governo do PT, que faz muita propaganda, mas não cuida das pessoas; e o do presidente Jair Bolsonaro, que vacina nosso povo e coloca o Brasil, inclusive, entre os países que mais aplicam imunizantes no mundo”, acrescentou. 

ACM Neto também tem buscado se consolidar como uma “figura antipetista”. O ex-prefeito, no entanto, não tem usado as redes sociais digitais com frequência para atacar o PT, como tem feito Roma. Em uma viagem a Ipiaú, no sudoeste baiano, o democrata declarou: "Olha, se tem alguém que sabe vencer o PT aqui na Bahia sou eu. Em 2012, em Salvador, (..) eu tinha poucos partidos. Estrutura política era de oposição total. Tive coragem de ir para luta e levar minhas ideias”, afirmou. 

Já, na visita à região cacaueira e ao Médio Rio de Contas, atacou o PT pelo fato de a Bahia estar entre os piores estados no ensino médio, segundo o Ideb. "É uma vergonha. É um legado muito triste depois de 16 anos de governos do PT. Faltou aqui, na Bahia, prioridade, faltou visão, faltou investimento da Educação", disse. Ao conhecer a Casa Anísio Teixeira, em Caetité, voltou a fazer críticas aos governos do PT. “Lamentavelmente, o legado deixado pelos governos do PT ao longo destes quatro mandatos consecutivos não deixa memórias alegres ou motivos para que possamos nos orgulhar. Ao contrário, o legado deixado pelo PT nos envergonha”, afirmou. 

Nenhum comentário