Publicidade

ANUNCIANTES

Na Bahia, 440 mil doses de vacinas da AstraZeneca estão paradas

Na Bahia, 440 mil doses de vacinas contra a Covid-19 da Oxford/AstraZeneca estão na fila de espera para serem aplicadas. Só em Salvador, o número de imunizantes retidos é de 48 mil. As informações são do jornal Correio.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a segunda dose da AstraZeneca deve ser usada entre 4 e 12 semanas, mas o recomendado pelo Ministério da Saúde é de que seja aplicada no maior possível, ou seja, três meses.

A bula da vacina, disponível no site da Anvisa, indica que, entre 9 e 11 semanas de diferença entre as duas doses, a AstraZeneca tem 72,3% de eficácia. Já no período igual ou acima de 12 semanas, o percentual chega a 80%.

O secretário de Saúde da capital baiana, Leo Prates, defende que o prazo entre as aplicações seja diminuído. “Minha defesa é que o Ministério da Saúde mantenha o aprazamento de 12 semanas, colocando a possibilidade de antecipação para nove semanas, caso haja D2 (segunda dose) em estoque. O que não queremos são doses paradas! Salvador está com 48 mil doses que só começarão a ser aplicadas a partir do dia 22/07 e foram recebidas dia 09/07. Tá certo isso?”, argumentou o secretário, em postagem feita, nesta sexta-feira (16), em seu perfil no Twitter.

Ao Correio, o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, defende que qualquer alteração no cronograma deve ser fruto de “decisão pactuada nacionalmente”.

Nenhum comentário